sexta-feira, 2 de agosto de 2013

CHEGA DE BULLYING


Reagir é a melhor forma de se livrar desses ataques. E mesmo quem não é vítima pode ajudar a acabar com esses abusos. Basta botar a boca no trombone.

HOJE EM DIA É TÃO COMUM FALAR DE BULLYING QUE MUITA GAROTA ACHA ATÉ NORMAL SER ATACADA, DIA APÓS DIA, POR UM AGRESSOR QUE RESOLVEU, DO NADA, USÁ-LA COMO O ALVO DE SUAS PIADINHAS. SÓ QUE DE NORMAL AÍ NÃO TEM NADA. O BULLYING É UM PROBLEMA SÉRIO E PRECISA SER ENFRENTADO. "O BULLYING É MUITO DIFERENTE DE UMA BRINCADEIRINHA QUALQUER. PORQUE QUANDO SE TRATA DE UMA BRINCADEIRA, TODOS SE DIVERTEM. MAS NO CASO DO BULLYING, SÓ O AGRESSOR ACHA ENGRAÇADO, ENQUANTO A VÍTIMA SENTE MEDO E SOFRE.

O que é Bullying?
A agressão tem quatro características que a diferenciam de uma brincadeirinha ou gozação
qualquer.

*No caso do bullying, os ataques são repetitivos. Se a agressão acontece uma única vez, isso não
é bullying. 
*Tem que haver desequilíbrio de poder (físico ou psicológico) entre o agressor e a vítima. por
algum motivo, o bullie tem que se sentir superior e o agredido, inferior.
*As agressões não têm um motivo específico e começam a acontecer completamente do nada.
*A vítima se sente constrangida, humilhada e sofre.
      
E se você não é vítima...
Mesmo assim, se conhece alguém que sofre ataques constantemente, também tem responsabilidade e deve se mobilizar para ajudar. "Quem assiste ao bullying e não toma nenhuma atitude para impedir os abusos é conivente ou cúmplice do ato. Portanto, é quase um agressor também".

CONHEÇA A HISTÓRIA DE UMA GAROTA QUE ENFRENTOU AS AGRESSÕES, SOFREU UM MONTE, MAS CONSEGUIU DAR A VOLTA POR CIMA.

"Passei muitos anos sofrendo bullying na escola. Na maioria das vezes, eram agressões verbais, mas já apanhei também. As pessoas simplesmente ficavam me jogando pra baixo. Eu ficava mal justamente por não saber o motivo daqueles ataques, eles não gostavam de mim e por isso me julgavam. Eram tipo valentões e eu nunca soube me defender. Depois de um tempo, mudei de cidade por causa do emprego do meu pai e aí as coisas melhoraram. Mas o dano já estava feito. Devido ao bullying, eu comecei a me cortar. Quando a coisa ficou fora de controle, pedi a ajuda dos meus pais e melhorei com o apoio da minha psicóloga, que até hoje me atende. Agora eu estou mais confiante, não acredito mais na imagem que aquelas pessoas faziam de mim, já sei que não sou uma pessoa fraca, sem amigos e sem amor, como eles queriam me fazer acreditar."
Paula, 16 anos

FAMOSOS TAMBÉM SOFREM

DEMI LOVATO: A jovem cantora sofreu tanto bullying na escola que optou por terminar seus estudos em casa, com aulas particulares. Ela chegou a ser trancada no banheiro do colégio. A cantora se mutilava, e um dos motivos de sua internação foi o bullying.
MILEY CYRUS: Um grupo de meninas(bem maiores que a Miley) ofendiam o pai da cantora e a humilhavam. Até trancada no armário ela foi. Além disso, Miley era baixinha e magra, e tinha medo de apanhar.
CHRISTINA AGUILERA: Era alvo de invejosos por causa da carreira. A humilhação chegou ao baile de formatura, quando todos que estavam na pista saíram assim que sua música começou a tocar.

(Textos retirados da revista Atrevida, edição 223)

                                                                        
Beijos
da Ray